sábado, 1 de julho de 2017

Joy




Título em Português: Joy
Realizador: David O. Russell
Argumento: David O. Russell
Atores: Jennifer Lawrence
Duração: 2h04 minutos.
Ano: 2015
Género: biografia/Drama
Classificação: Maiores de 12



Sinopse: Joy vive com a mãe, o pai (que é divorciado da mãe mas foi viver com eles), o ex-marido e os filhos. A sua vida não é nada comparada ao que sonhara quando era mais nova e as coisas não parecem melhorar. A sua mente sempre foi criativa mas a falta de dinheiro nunca permitiu que os seus sonhos se tornassem realidade até um dia…

Joy é a personagem principal interpretada por Jennifer Lawrence. Ela é uma mulher enérgica, independente e cheia de sonhos. Esses sonhos porém foram contrariados pelas vicissitudes da vida. Agora ela trabalha num emprego que não gosta e não se sente realizada. Um belo dia, tudo muda quando a criação de uma esfregona revolucionará a vida das donas de casa e também a sua.

Gostei: de ver o Bradley Cooper apesar da personagem ser apagada.

Não gostei: este é um filme demasiado morno. Não acontece nada de especial e é daqueles filmes que se não virmos, não vem outro mal ao mundo. É facilmente esquecível.

Pontuação: 5/10


quinta-feira, 1 de junho de 2017

Irrational Man






Título em Português: Homem Irracional
Realizador: Woody Allen
Argumento: Woody Allen
Atores: Joaquin Phoenix
Duração: 1h35 minutos.
Ano: 2015
Género: Drama
Classificação: M/12



Sinopse: Um professor de filosofia decide tomar uma atitude que mudará para sempre a sua vida e embora traga-lhe o que ele tanto precisava: um motivo para viver, as consequências poderão ser dramáticas.

Abe Lucas (Joaquin Phoenix) é o novo professor de filosofia da universidade. Os boatos sobre a sua excentricidade espalham-se rapidamente e toda a gente fica curiosa para conhecer esta personagem. Jill (Emma Stone) é uma estudante como outra qualquer e logo começa uma amizade com o filosofo. Como seria de esperar, a jovem apaixona-se pelo professor mas ele está demasiado deprimido para pensar em paixões. 

Um belo dia quando Abe e Jill estão num restaurante, ouvem uma conversa numa mesa ao lado. Uma mulher queixava-se que ia perder a guarda dos filhos porque o juiz não era uma boa pessoa e ela não tinha dinheiro para pagar um bom advogado. É então que Abe tem uma ideia revolucionaria: e se o malvado juiz deixasse de existir? Os problemas desta pobre mulher terminavam e o mundo ficaria em paz com menos um corrupto à face da terra... 

Como não existe crime perfeito, Abe vê que tudo pode dar errado quando Jill não está disposta a guardar silencio para encobrir um crime.

Gostei: Quando vi este filme não sabia que tinha sido realizado pelo Woody Allen e se não fosse pelo final atabalhoado eu ficaria sem saber. 
Phoenix é a estrela do filme mas Stone não está nada mal.

Não gostei: O final… ai o final…

Pontuação: 6.5/10

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Logan




Título em Português: Logan
Realizador: James Mangold
Argumento: James Mangold
Atores: Hugh Jackman
Duração: 2h17 minutos.
Ano: 2017
Género: Ação/Drama
Classificação: M/16



Sinopse: Na fronteira com o Mexico, Logan encontra o refugio perfeito para os mutantes que sobreviveram: ele, Xavier e Caliban. Quando uma nova mutante aparece, a sua vida é virada do avesso e ele já está demasiado cansado para lutar.

Logan está perdido. Como um dos poucos mutantes que ainda existem, ele faz de tudo para passar despercebido mas a confusão teima em vir ter com ele. A sua vida agora, resume-se a beber, tratar de Xavier e tentar esquecer o passado.

Um belo dia, Laura, uma criança aparentemente normal precisa de ajuda. Ele faz de tudo para evitá-la mas as circunstancias empurram-no para o que foi sempre o seu destino: lutar contra tudo e contra todos e ao mesmo tempo proteger quem ama. Desta vez não será diferente mas este Logan não é bem um lutador como já foi…

Gostei: Dos efeitos especiais.

Não gostei: Dizem que este é a ultima vez que Jackman fará de Wolverine. Por isso, seria de esperar mais acção por parte dele e menos drama. Vemos um mutante desolado, sem vontade de viver e o final deixa muito a desejar.

Pontuação: 6.5/10


sábado, 6 de maio de 2017

Angel Heart



Título em Português: Angel heart – Nas portas do inferno
Realizador: Alan Parker
Argumento: Alan Parker
Atores: Mickey Rourke
Duração: 1h 53 minutos.
Ano: 1987
Género: Crime/Terror
Classificação: Maiores de 18



Sinopse: Harry Angel é um detective privado que é contratado por um homem misterioso para encontrar um homem. Johnny Favourite é a personagem a ser encontrada mas pelo caminho, Angel depara-se com muitas dificuldades.

Apesar do filme ser antigo, só o vi recentemente. Temos um Mickey Rourke, no auge da sua carreira e uma Lisa Bonet a entrar em declínio. Ambos têm uma boa interpretação embora a história seja muito confusa.

Bruxaria, rituais satânicos e sacrifícios humanos, são algumas das coisas que podemos ver neste filme. 

Angel é contratado por um homem para encontrar outro. O detective aceita o caso mas quando uma serie de assassinatos começa a acontecer e ele está sempre no local do crime, as suspeitas da policia recaem sobre ele, como seria de esperar. Agora que o trabalho tornou-se demasiado perigoso (e ele só costumava aceitar casos de traições) tenta desistir mas é tarde demais. Nada pode ser deixado pelo meio e a sua vida corre perigo.

Gostei: Do Rourke

Não gostei: da Lisa Bonet que muitas vezes parecia estar ali obrigada.

Pontuação: 6.5/10

sábado, 29 de abril de 2017

The Wrestler


Título em Português: O Wrestler
Realizador:  
Argumento:   
Atores: Mickey Rourke
Marisa Tomei
Evan Rachel Wood

Duração: 1h49 minutos.
Ano: 2008
Género: Drama/Desporto
Classificação: Maiores de 16


Sinopse: Randy é um antigo lutador de WWE que após enfrentar problemas de saúde, decide fazer as pazes com o passado e tentar encontrar um futuro melhor.

“The Ram” era um antigo lutador de WWE. Os tempos de gloria já lá vão e agora velho e doente, tem de trabalhar para sobreviver. Ao ver que a vida não corre da melhor forma, tenta reconciliar-se com a filha que abandonou em criança. A tarefa não é fácil porque a jovem não o vê com bons olhos mas nao custa tentar, não é?

No trabalho as coisas não correm de feição, na vida pessoal também não e para ajudar à festa a tentativa de namoro com uma stripper também não é bem sucedida. O que fazer?

Rourke tem um seu grande retorno a Hollywood com este filme. Tal como o lutador que tenta a todo o custo voltar a ter um momento de gloria, o ator também tentou sair do esquecimento do publico com este filme. Foram muitos os percalços na vida de uma pessoa que já foi considerada uma das mais sexys do mundo e agora está abaixo de forma mas valeu pela tentativa.

Gostei: Gostei mais da Marisa Tomei no filme do que do ator principal. 

Não gostei: Para falar a verdade, achei que este filme foi o mais sobrevalorizado do ano. Não gostei da câmara mostrar na maioria das vezes o ângulo sob o ponto de vista do lutador. Não achei o desempenho do ator principal lá essas coisas.

Pontuação: 6.5/10

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Horns


Título em Português: Cornos
Realizador: Alexandre Aja
Argumento: Keith Bunin, Joe Hill (baseado no livro de)
Duração: 120 minutos.
Ano: 2013
Género: Drama/Fantasia
Classificação: Maiores de 16



Sinopse: um rapaz revolta-se contra tudo e contra todos quando a sua namorada é encontrada morta. Ele é o principal suspeito mas jura que não é o culpado e não vai descansar enquanto não souber toda a verdade. Um belo dia, surgem-lhe cornos na testa que lhe vão ser muito úteis.

Ig e Merrin são um casal que fazem inveja a qualquer um. Ig é um rapaz perfeitamente normal mas Merrin é a rapariga mais bonita do bairro. Todos queriam namorar com ela mas ela escolheu Ig. O namoro começa desde a infância e tudo parecia correr bem até que um belo dia, a jovem é encontrada morta. Obviamente o principal suspeito é o namorado e toda a gente trata de condená-lo mesmo antes do julgamento, só que ele sabe que não é o culpado e está numa corrida contra o tempo para descobrir a verdade.

Estranhamente, Ig um dia acorda e repara que algo estranho está na testa. Em poucas horas tem um belo par de cornos. Literalmente. Em pânico, vai ao medico para ver se consegue saber qual é o problema mas tudo fica estranho quando se apercebe que ganhou um super poder: fazer com que as pessoas contem a verdade. Este dom vem a se tornar bastante útil para encontrar o culpado mas a verdade muitas vezes é difícil suportar.

Gostei: Tirando a saga do Harry Potter e pouco mais, raras são as vezes em que vi o Daniel Radcliffe atuar. Não é uma pessoa que capte a minha atenção e lembro-me de ter visto o trailer do filme na tv e achar parvo. Este filme começa com uma premissa estranha e no filme tudo é mais confuso mas até tem momentos engraçados.

Não gostei: O filme é baseado no livro de Joe Hill que é nada mais, nada menos do que o filho de Stephen King. Não li o livro mas o filme tem muitas falhas de continuidade. Por exemplo: não sabemos quanto tempo passou desde a descoberta do corpo da rapariga até ao momento em que o namorado é condenado pela população. 

Ter cornos a crescer na testa é a coisa mais estranha do mundo mas no filme, só o irmão do ator principal fica espantado. Todos os outras acham aquilo normal, vai-se lá saber porquê.

Pontuação: 6.5/10

sábado, 1 de abril de 2017

Silence





Título em Português: Silencio
Realizador: Martin Scorsese 
Argumento: Jay Cocks
Atores: Andrew Garfield
Duração:5h41 minutos.
Ano: 2016
Género: Drama
Classificação: M/14



Sinopse: No século XVII, dois padres jesuítas portugueses viajam para o Japão na tentativa de encontrar o seu mentor, o padre Ferreira. As noticias que circulam são que ele cometeu apostasia e agora tem uma mulher e filhos.

O padre Ferreira era um homem bom, fiel e temente a Deus. Os seus alunos tinham uma admiração impressionante por ele. Porém quando ele e mais alguns padres são enviados para propagar o catolicismo no Japão, apercebem-se que a tarefa vai ser muito mais complicada do que devia.

A igreja deixa de ter noticias do padre Ferreira durante algum tempo. Quando as novidades chegam através de um comerciante holandês, revelam uma realidade completamente diferente do que eles estavam à espera. Consta que o padre abandonou a religião e agora vive uma vida de homem de família com mulher e filhos. Dois dos seus alunos, o padre Rodrigues e o padre Garupe, recusam-se a acreditar nessa historia e oferecem-se para ir ao Japão porque não descansam até saber a verdade.

Mal chegam ao Japão, os dois padres em missão precisam esconder-se. É que agora há uma perseguição feroz a tudo o que tiver a ver com a religião católica e se eles não tiverem cuidado, poderão ter um destino cruel. Para os poucos que ainda mantêm a fé na religião católica, o padre Rodrigues e o padre Garupe celebram a missão às escondidas mas como há sempre um delator em todo o lado, depressa vão ficar em apuros. 

Gostei: É um filme que nos faz pensar. Pensamos nas escolhas das personagens principais e no desgraçado do Kichijiro que é uma versão moderna de judas.

Não gostei: O Liam Neeson devia aparecer mais.

Pontuação: 9/10

quarta-feira, 22 de março de 2017

Resident Evil: The Final Chapter






Título em Português: residente Evil: Capitulo final
Realizador: Paul W.S. Anderson
Argumento: Paul W.S. Anderson
Ali Larter
Duração: 1h46 minutos.
Ano: 2016
Género: acção/ficção Cientifica
Classificação: M/16

Sinopse: Alice regressa à colmeia onde tudo começou. A conselho da rainha vermelha, o regresso às origens é bem atribulado mas é a única esperança para acabar com o maldito vírus que infectou o mundo inteiro.

Dizem que este é o ultimo filme da saga Resident Evil e como tal, foi tudo feito em grande estilo. Existe mais acção do que nos filmes anteriores e os efeitos especiais são bons como costume. 

Alice tem a difícil tarefa de lutar contra os zombies e ao mesmo tempo tentar proteger os seus amigos. Num mundo caótico onde o perigo espreita por todos os lados, torna-se complicado saber em quem confiar. 

A rainha vermelha pede a Alice que regresse á colmeia porque tem um “presente” para ela. A heroína do costume não sabe se acede ao pedido porque já foi atraiçoada outras vezes mas a proposta é aliciante: se ela chegar ao destino em 48 horas, terá a cura para o vírus-T e assim toda a humanidade será salva. 

Gostei: Tenho um carinho especial pela saga Resident Evil e até foi o primeiro filme que falei aqui no meu blog em maio de 2006. Gosto de mulheres de acção que não estão à espera do príncipe encantado para as vir salvar. Esta Alice é dura quando é preciso mas também tem coração e está disposta a tudo para proteger os seus amigos. 

O filme faz um pequeno resumo de como tudo começou e no fim ficamos a saber quem é a Alice de verdade.

Não gostei: Acho que vou ficar com saudades do Resident Evil...

Pontuação: 8/10